fbpx

Sexo na terceira idade

Sexo na terceira idade é uma conquista recente.

Até pouco tempo, era comum que mulheres parassem de procurar um parceiro quando o corpo apresentasse os primeiros sinais de envelhecimento.

Com a menopausa, o estrogênio cai drasticamente, atingindo os desejos e a lubrificação.

Nos homens, a produção de testosterona (hormônio sexual) diminui gradualmente após os 40 anos, o que afeta a libido e a ereção.

No entanto, a medicina de hoje pode evitar alguns dos problemas, e, embora as pesquisas mostrem que a frequência da atividade sexual pode diminuir com a idade, para muitas pessoas mais velhas o sexo ainda continua sendo uma parte importante de suas vidas.

 

Dados sobre sexo na terceira idade

Há um equívoco comum de que, à medida que envelhecem, as pessoas perdem o interesse pelo sexo e a capacidade para o comportamento sexual. Mas, como mostra uma pesquisa do Reino Unido, esse não é o caso.

A pesquisa descobriu que 85% dos homens com idade entre 60 e 69 anos relatam ser sexualmente ativos – assim como 60% daqueles com idade entre 70 e 79 anos e 32% daqueles com 80 anos ou mais.

Descobriu-se que as mulheres eram menos sexualmente ativas à medida que envelheciam, mas estudos mostram que, assim como os homens, muitas mulheres também desejam continuar a fazer sexo à medida que envelhecem.

Estudos nos Estados Unidos relatam níveis semelhantes de atividade sexual nessas faixas etárias.

Dados de um estudo feito pela Universidade de Michigan e Instituto Kinsey, sobre o sexo na terceira idade, mostra a porcentagem de sexualmente ativos a partir dos 65 anos.

De fato, a maioria dos homens desenvolve problemas de ereção à medida que envelhecem.

A causa pode ser física ou psicológica, mas muitas vezes pode ser aliviada por simples mudanças no estilo de vida, como perder peso ou parar de fumar.

No entanto, se os problemas de ereção persistirem por mais de algumas semanas, é melhor consultar um especialista, que pode prescrever a medicação ou fornecer opções de tratamento.

 

De fato, a maioria dos homens desenvolve problemas de ereção à medida que envelhecem.

A causa pode ser física ou psicológica, mas muitas vezes pode ser aliviada por simples mudanças no estilo de vida, como perder peso ou parar de fumar.

No entanto, se os problemas de ereção persistirem por mais de algumas semanas, é melhor consultar um especialista, que pode prescrever a medicação ou fornecer opções de tratamento.

 

Fonte: theconversation.com

Post anterior
Disfunção erétil: a obesidade pode atrapalhar a ereção

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
WhatsApp WhatsApp