fbpx

O que é vasectomia?

A vasectomia é um meio simples, seguro e eficaz de contracepção permanente ou controle de natalidade. O procedimento consiste em uma pequena cirurgia no escroto, em que é realizado o bloqueio dos canais deferentes, para que o homem não tenha espermatozoides em sua ejaculação, evitando uma gravidez.

O que é Vasectomia? - Dr. Homero Ribeiro

A vasectomia é 100% eficaz?

A vasectomia previne a gravidez melhor do que qualquer outro método de controle de natalidade, exceto a abstinência sexual. Geralmente, a taxa de falha do procedimento é extremamente baixa, afinal, após uma vasectomia, há a chance do espermatozoide atravessar as extremidades separadas dos canais deferentes em 1 a cada 10 mil casos.

No entanto, a vasectomia não é imediatamente eficaz. Os espermatozoides existentes precisam ser eliminados de seu sistema antes que seja seguro fazer sexo desprotegido, o que pode levar até três meses. Após esse período, o paciente faz o exame chamado Espermograma para analisar o sêmen. Neste teste, ele fornece uma amostra de sêmen no laboratório para a avaliar a presença ou não de algum espermatozoide, comprovando a eficiência da vasectomia.

Posso realizar a vasectomia?

A lei do Planejamento Familiar de 1996 afirma que, para ser candidato à realização de vasectomia, o homem deve ter dois filhos ou mais de 25 anos.

Posso realizar a Vasectomia? - Dr. Homero Ribeiro

É necessário algum documento para realizar a vasectomia?

Sim. É preciso assinar um termo de consentimento para realizar o procedimento, com firma reconhecida em cartório. O formulário indicará que você entende a vasectomia e seus riscos. 

Lembre-se de que a vasectomia é um procedimento eletivo, portanto, você não deve prosseguir com ela até ter certeza de que é a escolha certa para você.

Como é feita a vasectomia?

Na vasectomia, um ou dois pequenos cortes, com cerca de um centímetro cada, são feitos na pele do escroto para alcançar os canais deferentes. Esses canais, que ficam imediatamente abaixo da pele, são cortados e um pequeno pedaço é removido, deixando um espaço entre as duas extremidades. Em seguida, as pontas são cauterizadas e posteriormente amarradas. 

Essas etapas são repetidas no outro lado, seja pelo mesmo corte, seja por um novo. Por fim, esses cortes escrotais são fechados com pontos absorvíveis e é feito um curativo simples no local. Em média, o procedimento dura 30 minutos.

Como é feita a Vasectomia? - Dr. Homero Ribeiro

Qual anestesia é aplicada?

A vasectomia pode ser realizada com dois tipos de anestesia: local ou sedação. Na local, a anestesia é aplicada por injeção na pele do escroto, exatamente onde será feita a incisão. 

A sedação, por sua vez, consiste na administração de um medicamento endovenoso, com objetivo de induzir o sono e diminuir estímulos dolorosos. 

A necessidade de sedação depende da sua anatomia, do nível de nervosismo ou da necessidade de outra cirurgia ao mesmo tempo. A sedação garante um alto grau de satisfação dos pacientes, pois praticamente não sentem dor ou desconforto durante o procedimento, tornando-o mais rápido e seguro.

Quais são os benefícios de uma vasectomia?

A vasectomia tem mais de 99% de eficácia na prevenção da gravidez. Como a laqueadura tubária feminina, a vasectomia é um procedimento único que fornece anticoncepção permanente. Trata-se de um procedimento simples, eficaz e seguro para o paciente.

Benefícios da Vasectomia em Brasília - Dr. Homero Ribeiro

Quais são os riscos?

As complicações são relativamente incomuns, podendo incluir, a curto prazo:

Inchaço;
Hematoma;
Sangue no sêmen;
Leve desconforto ou dor.
Problemas a longo prazo são raros, como por exemplo:
Dor;
Granuloma de esperma;
Congestão no escroto.

Contraindicações

A princípio, não existe contraindicação absoluta para a vasectomia, mas é importante analisar o histórico de saúde do paciente, realizar um breve exame físico e atentar-se para alguns detalhes como:

História de sangramento excessivo ou distúrbios do sangue;
Alergia ou sensibilidade a anestésicos locais;
Doenças de pele envolvendo o escroto;
Uso regular de aspirina ou medicamentos que contenham aspirina;
História de lesão ou cirurgia anterior nos órgãos genitais, escroto ou virilha;
História de infecções recentes ou repetidas do trato urinário ou genital.

Como é o pós-operatório da vasectomia?

O procedimento é minimamente invasivo, por isso a maioria dos homens não sente dor significativa. Nas primeiras 72h é indicado o uso de um anti-inflamatório e eventualmente um analgésico, não sendo necessário uso de antibióticos. 

É aconselhável que nos primeiros dois dias o paciente faça compressa fria no escroto, e use uma cueca ou sunga mais justa. Os pontos caem espontaneamente após sete dias, e não é necessário curativo com pomadas sobre eles. O paciente precisa apenas lavar com água e sabonete comum e manter a área genital o mais limpa possível.

O repouso após a vasectomia

A maioria dos homens vão para casa imediatamente após o procedimento, e boa parte se recupera totalmente em menos de 10 dias. É importante evitar sexo, exercícios físicos e atividades que exijam muita força nos primeiros 10 dias, e o retorno ao trabalho em média se dará após 3 dias.

Quando é seguro fazer sexo após uma vasectomia?

A atividade sexual pode ser retomada dez dias após a vasectomia, mas é importante saber que o procedimento não funciona imediatamente. Por isso, precauções devem ser tomadas contra a gravidez até que a contagem de espermatozoides se mostre zerada no sêmen.

Posso parar de usar outros métodos anticoncepcionais imediatamente?

Não, pois o espermatozoide pode permanecer no canal deferente acima da área do procedimento. O tempo que leva para sua ejaculação se livrar do espermatozoide pode ser diferente. A maioria das diretrizes sugere esperar para realizar o espermograma por pelo menos 3 meses ou 20 ejaculações, para confirmar a ausência de espermatozoides no sêmen.

Os grandes mitos relacionados a vasectomia

Geralmente são:

Vou produzir menos testosterona?
Vai afetar minha ereção?
Vou produzir (e ejacular) menos sêmen?
Meu testículo vai ìnchar?
Existe risco de câncer?

Basicamente, a resposta a essas perguntas é não! A vasectomia não afeta a produção ou liberação de testosterona; não afeta a sexualidade de forma negativa; as ereções, o clímax e a quantidade de ejaculação permanecem os mesmos; o tamanho e forma dos testículos também não mudam; e, por fim, a vasectomia não aumenta a chance de câncer.

Se eu me arrepender, ainda posso ter filhos após a vasectomia?

Sim, mas se você não armazenou sêmen, precisará de um procedimento adicional. Os canais deferentes podem ser reconectados cirurgicamente em um procedimento denominado reversão de vasectomia, com taxa de sucesso variável. 

Se você não quiser fazer a reversão da vasectomia, o espermatozoide também pode ser retirado do testículo ou do epidídimo e usado para fertilização in vitro. Se você acha que pode querer ter filhos um dia, deve procurar formas não permanentes de controle de natalidade antes de decidir fazer uma vasectomia.

Menu
WhatsApp WhatsApp