fbpx

Terapia de reposição hormonal

A terapia de reposição hormonal com testosterona é a forma mais utilizada para o tratamento da Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino (Daem). Seu objetivo é restabelecer os níveis normais do hormônio masculino e diminuir os sintomas relacionados. Desta forma, a resposta clínica ao tratamento costuma ser muito positiva, com importante melhora da qualidade de vida. Mas é importante que as necessidades biológicas do paciente sejam respeitadas e a concentração fisiológica de testosterona no sangue seja avaliada em consultas regulares com o urologista. 

Contudo o tratamento não está isento de riscos. A administração de testosterona em homens com níveis normais e sem nenhuma indicação médica apresenta efeitos colaterais. Ademais, as contraindicações absolutas são câncer de mama masculino e câncer de próstata avançado.

Terapia de reposição hormonal

Tipos de reposição hormonal

Injeção intramuscular — Realizada com testosterona de curta ação, que necessita de aplicações a cada 15 dias. O tratamento é eficaz e de baixo custo, embora sejam necessárias múltiplas aplicações. Já a apresentação injetável de undecilato de testosterona de efeito prolongado é uma formulação que propicia níveis terapêuticos e fisiológicos estáveis por um período de 12 semanas. Além disso, a opção terapêutica é confortável, mas possui custo mais elevado.

Testosterona tópica — Utilizada na forma de gel, também apresenta resultados eficazes e seguros na reposição hormonal masculina. O gel é geralmente aplicado no abdome, nos braços ou nas costas do paciente.

Homero Ribeiro – Doctoralia.com.br

[bar id=”8193″]

Menu
WhatsApp WhatsApp